Tablet com o SGE da CBDA aberto na tela e uma piscina ao fundo
Tempo estimado: 04:53 min (999 palavras, 5865 caracteres)

A Bigmidia e a CBDA renovam parceria de sucesso que já completa 12 anos e seguem inovando e estruturando os esportes aquáticos no Brasil no próximo ciclo olímpico. O desafio é criar novas ferramentas que possam gerar recursos para as federações, possibilitando mais autonomia e maiores investimentos nas modalidades de natação, polo aquático, nado artístico, maratona aquática e saltos ornamentais.

De acordo com o presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Luiz Fernando Coelho, a renovação de contrato foi consequência da experiência positiva do trabalho em conjunto e dos resultados efetivamente entregues pelo Sistema de Gestão Esportiva (SGE) e pela equipe da Bigmidia.

“As expectativas com os novos rumos dessa parceria são as melhores possíveis. Nós já trabalhamos com a Bigmidia há vários anos e sempre são apresentadas ideias novas para modernizar todo o sistema à disposição das federações e atletas”, ressalta Luiz Coelho.

Uma grande novidade anunciada após a ampliação da parceria e já está disponível para a comunidade esportiva dos esportes aquáticos é a Plataforma SGE de Vantagens. O clube de descontos e cashback será gratuito a todos os filiados da CBDA e das federações durante a temporada de 2021. Por meio dele, o usuário poderá economizar em mais de 24 mil estabelecimentos comerciais espalhados pelo País. Clique aqui e saiba mais!

A Plataforma SGE de Vantagens é apenas um dos projetos que estão em curso. Segundo o sócio da Bigmidia Daniel Carvalho, novas ferramentas estão sendo desenvolvidas para viabilizar a geração de mais recursos para as entidades.

“A Bigmidia e a CBDA renovam a parceria de sucesso em benefício de todos. Estamos buscando alternativas que tragam receitas para as federações. Assim, elas poderão reduzir a dependência das verbas governamentais e terão maior autonomia para implementar projetos inovadores”, afirma Daniel Carvalho.

Parceria entre Bigmidia e CBDA tem 12 anos de sucesso

A história da Bigmidia começou justamente na natação, quando desenvolveu o primeiro software chamado Webesportes. A Federação Aquática Mineira foi a primeira a utilizar a ferramenta em 2007. Nos dois anos seguintes, cerca de metade das federações da modalidade no País já utilizavam a solução, o que despertou a atenção da CBDA. Assim, em 2009, após um simpósio com outras três empresas de tecnologia, a Confederação firmou a parceria com a Bigmidia.

“O desafio quando entramos para o projeto de modernização da CBDA era mudar o conceito, que ainda era muito ligado a procedimentos manuais. Para isso, o ponto-chave foi o relacionamento próximo com as federações. Desde o início, procuramos oferecer todo o suporte, realizar testes, cursos e treinamentos para nivelar o domínio da plataforma e dos recursos de informática entre as entidades. Podemos dizer que o valor que norteou todo esse trabalho foi a integração, tanto de pessoas quanto de recursos tecnológicos”, descreve o sócio da Bigmidia Zac Zappelini.

A primeira solução abrangente, que informatizou quase todos os procedimentos e possibilitou o mesmo nível de acesso à tecnologia por parte das federações foi o CBDAWEB. A partir disso, novas funcionalidades e ferramentas foram sendo incorporadas, resultando no que hoje é o Sistema de Gestão Esportiva. A plataforma atual possui integração com softwares de cronometragem, geração de caracteres, transmissões ao vivo e comunicação com placares eletrônicos de empresas internacionais.

“É uma parceria duradoura e estamos conseguindo elevar o nível das modalidades e motivar a comunidade aquática”, reforça o presidente da CBDA, Luiz Coelho.

Durante esses últimos 12 anos, a parceria entre a Bigmidia e a CBDA fez mais que aprimorar a gestão financeira e gerencial das entidades. Ela também vem contribuindo para a estruturação das modalidades, gerando relevantes resultados para o desporto brasileiro.

Gestão da CBDA e tecnologia da Bigmidia geram resultados nas competições

Desde os Jogos Olímpicos de 1952, em Helsinque, até a disputa de 2008, em Pequim, a natação brasileira havia conseguido nove medalhas em 56 anos. Nesse período, apenas em Sidney, em 2000, tivemos dois pódios em uma mesma edição.

Após a CBDA investir em tecnologia e adotar o SGE da Bigmidia, a partir de 2009, os resultados estão sendo mais expressivos. Somente nas últimas três edições dos Jogos Olímpicos, Londres, Rio de Janeiro e Tóquio, em um período de 13 anos, já são seis medalhas. Nas Olimpíadas deste ano foram três, duas nas piscinas e uma no mar com a maratona aquática.

Nos saltos ornamentais, em março deste ano, o Brasil foi campeão geral no Campeonato Sul-Americano, ficando em primeiro lugar na classificação do feminino e do masculino. Outro ótimo resultado foi a primeira participação de um atleta brasileiro da modalidade em uma final olímpica. Kawan Pereira ficou em 10º na plataforma de 10 metros nos Jogos de Tóquio.

Em 2016, no Rio de Janeiro, as seleções de polo aquático masculina e feminina do Brasil ficaram na oitava colocação, melhor desempenho do país nos Jogos Olímpicos. Neste ano, o destaque foi a conquista do título pelas mulheres e o segundo lugar dos homens no Campeonato Sul-Americano.

As atletas brasileiras do nado artístico também foram destaques no último Campeonato Sul-Americano com seis medalhas: uma de ouro, quatro de prata e uma de bronze. A competição também serviu para revelar novos talentos que podem fazer o Brasil almejar novos desafios nos próximos anos.

“Tem sido muito gratificante para a Bigmidia construir essa trajetória de trabalho, evolução e conquistas junto aos dirigentes, atletas, árbitros, treinadores, membros das comissões técnicas e de todos os profissionais que fazem os esportes aquáticos acontecerem no Brasil. Estamos preparados para os novos projetos e objetivos”, afirma Daniel Carvalho.