Dois homens durante competição de Wrestling.
Tempo estimado: 04:41 min (952 palavras, 5631 caracteres)

O Wrestling brasileiro mira as Olimpíadas de 2024 e busca ampliar a participação de atletas brasileiros nos jogos. Para estruturar este ciclo olímpico, a Confederação Brasileira de Wrestling (CBW) está investindo em tecnologia e passa a contar com as ferramentas do Sistema de Gestão Esportiva (SGE) da Bigmidia. O objetivo é fazer um mapeamento dos praticantes da modalidade no Brasil e promover ações e competições para que novos talentos se desenvolvam e possam lutar por uma vaga nos Jogos de Paris.

O Wrestling é um esporte olímpico de luta no qual o objetivo é controlar os movimentos do rival, forçando-o a encostar suas costas no chão. São dois os estilos. Na greco-romana só é permitido utilizar o tronco para derrubar o oponente. Já no estilo livre, é permitido utilizar e atacar as pernas.

Hoje, cerca de 350 atletas estão regularizados na CBW, mas, certamente, o número de praticantes de Wrestling no Brasil é muito maior. Isso porque a grande maioria dos federados são os que disputam competições oficiais. Dessa forma, há ainda uma parcela significativa de praticantes que ainda não interagem com a CBW. Um dos objetivos da parceria entre a Bigmidia e a Confederação é justamente conhecer esse grande público e poder atuar de forma a ajudar os praticantes a evoluírem no esporte.

“Vimos que as soluções da Bigmidia se encaixavam com o planejamento que fizemos para a CBW. Vamos estruturar o site e o cadastro de atletas, treinadores, árbitros, dirigentes e clubes. A partir dessas informações, poderemos conhecer cada realidade do Wrestling pelo Brasil e assim conseguir formular projetos e ações para cada local especificamente”, afirma o presidente da Confederação Brasileira de Wrestling, Flávio Cabral Neves.

A nova diretoria da CBW tomou posse neste ano de 2021 com o propósito de ser uma gestão voltada ao esporte, desenvolvendo o Wrestling em todo o Brasil. O trabalho visa a melhorar as condições de treinamento e assim possibilitar que os atletas consigam bons resultados em competições nacionais e internacionais.

A atleta olímpica e segunda vice-presidente da CBW, Aline Silva, foi quem buscou meios para modernizar os processos dentro da entidade. Ao conhecer o SGE utilizado pela Confederação Brasileira de Taekwondo, a agora dirigente identificou nas ferramentas da Bigmidia soluções para as demandas e necessidades da CBW e também para o seu projeto social Mempodera, que atende cerca de 70 meninas de 6 a 15 anos. Clique aqui e saiba mais sobre o Mempodera.

“Com o SGE na Confederação, vamos ter uma base de dados e, assim, poder mapear o esporte no Brasil. Esse é o primeiro passo do planejamento estratégico que foca na estruturação de mais soluções para os atletas e treinadores. Além das competições, teremos mais cursos e capacitações, por exemplo”, ressalta Aline Silva.

Ampliando o número de atletas e competições, Wrestling brasileiro mira as Olimpíadas

A utilização do Sistema de Gestão Esportiva da Bigmidia por parte da Confederação Brasileira de Wrestling (CBW) vai automatizar os processos internos da entidade e também os trâmites com as federações. Assim, o número de competições poderá ser ampliado.

“A Bigmidia vai ajudar muito a CBW na divulgação interna e na organização administrativa. Todos os processos serão integrados. Outro ponto importante é o sistema de cadastro e de eventos. Hoje, no período pré-competição, precisamos mobilizar uma equipe de pessoas somente para a parte de inscrições. Quando a plataforma estiver implementada, será tudo automático. A nossa intenção é fazer isso nos níveis regional, estadual e nacional para conseguirmos ampliar o alcance”, reforça Flávio Cabral Neves.

Neste ano, a CBW vai realizar os campeonatos regionais e nacionais e, para 2022, o planejamento busca trazer para o Brasil uma competição internacional.

“Estamos muito motivados a contribuir com a comunidade esportiva do Wrestling. Além de facilitar a interação entre todos os agentes, nossas soluções devem ajudar a Confederação a melhorar a sua pontuação no Programa Gestão, Ética e Transparência, o GET, do Comitê Olímpico do Brasil. Isso pode garantir mais verbas a serem destinadas ao aprimoramento da modalidade”, destaca o sócio da Bigmidia Daniel Carvalho.

Base para atletas brasileiros de Wrestling na Europa

Outro projeto importante da CBW é o que busca uma base esportiva, com alojamento e centro de treinamento, para os atletas brasileiros utilizarem na Europa. Isso porque a maioria das competições que valem pontos para o ranking são realizadas no Velho Continente. Segundo o presidente Flávio Cabral Neves, as negociações já estão em curso.

A iniciativa vai gerar economia ao reduzir os deslocamentos entre os continentes e vai fazer com que o Brasil consiga participar de mais eventos. Dessa forma, aumentam as probabilidades de o País ter mais atletas competindo nos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024.

A Bigmidia tem a solução para o crescimento da sua entidade

O Sistema de Gestão Esportiva (SGE) é uma plataforma desenvolvida pela Bigmidia que pode realizar a integração de todos os processos de confederações, federações, ligas e clubes. Nossas soluções se moldam às necessidades e os objetivos das entidades. Ou seja, o produto é personalizado. Por isso, nossos clientes atestam que o retorno financeiro e gerencial é garantido.

Não importa o tamanho da sua entidade ou o número de praticantes do seu esporte. Entre em contato agora pelo (31) 3789-2322, pelo e-mail [email protected] ou clique aqui e fale conosco pelo WhatsApp. Estamos prontos para ajudar na execução do planejamento da sua entidade.