Atleta da seleção brasileira de Handebol fazendo arremesso
Tempo estimado: 04:35 min (941 palavras, 5504 caracteres)

Com a adesão ao Sistema de Gestão Esportiva (SGE) da Bigmidia, federações aumentam a base de filiados e passam a ter receitas para fomentar o desenvolvimento das modalidades em seus estados. Além disso, com a informatização dos processos, essas entidades conseguem integrar os sistemas de cadastro, gestão financeira e de competições, gerando praticidade para os atletas, técnicos e equipes.

Em muitas pequenas federações espalhadas pelo Brasil, os dirigentes têm como desafio fomentar o esporte com poucos recursos financeiros e de pessoal. Às vezes, os trabalhos das entidades são realizados por voluntários. Por isso, informatizar e automatizar os processos é o primeiro passo para conseguir aumentar as receitas e estruturar a entidade para crescer.

“Às vezes, as federações acham que é caro ter uma plataforma de gestão, mas o SGE da Bigmidia é acessível a qualquer entidade esportiva, não importa o tamanho. Sempre procuramos ouvir os dirigentes e viabilizar as parcerias da melhor forma. Temos orgulho em ver federações aprimorando a sua atuação a partir das soluções do SGE”, ressalta o sócio da Bigmidia, Daniel Carvalho.

Federações aumentam base de filiados e receitas após implementarem o SGE

Um fato comum em todas as entidades que decidem implementar o Sistema de Gestão Esportiva é o aumento da base de filiados e, consequentemente, das receitas. Com a plataforma, a gestão de atletas, técnicos, clubes, eventos e das rotinas financeiras ocorre de forma integrada. É mais agilidade e praticidade para todos da comunidade esportiva.

Desde a última gestão, a Federação Alagoana de Handebol (FAHd) aderiu ao SGE, e há cerca de dois anos, passou a explorar de forma mais sistemática as funcionalidades da plataforma. Hoje, todos os trâmites são realizados pelo software on-line da Bigmidia.

“Sempre digo que foi a melhor aquisição, pois facilita muito o trabalho. Antes quase ninguém era federado. Hoje, cerca de 80% dos atletas são federados. Há quatro anos, tínhamos poucas equipes, basicamente cinco. Agora, temos o campeonato estadual feminino com oito times e o masculino com dez a onze equipes”, relata o presidente da FAHd, André Figueiredo Vicente.

Outra entidade que registrou um salto de federados após implementar o Sistema de Gestão Esportiva foi a Federação Goiana de Taekwondo (FGTKD), que saiu de uma base de menos de 500 filiados para cerca de 2.000.

“Tínhamos uma arrecadação baixa, pois tudo era feito na mão e havia muitos inadimplentes. Quando implementamos o sistema, a gestão integrada facilitou a identificação de quais atletas estão em situação regular e que podem participar das competições. Isso ajudou muito na gestão financeira e no controle sobre todos os processos da Federação”, destaca o presidente da FGTKD, mestre José Ricardo Favorito.

Federações aumentam a sua capacidade de investimento no esporte após implementar o SGE

Com o aumento das bases de filiados, as federações menores estão se estruturando e ampliando o suporte aos atletas. Também tem sido possível fomentar as modalidades nos estados. Mesmo diante do cenário adverso da crise econômica provocada pela pandemia da Covid-19, as entidades estão conseguindo se manter e já planejam projetos para quando as atividades voltarem à normalidade.

“Assumi com o propósito de informatizar a Federação. Fechamos a parceria com a Bigmidia e começamos pelo cadastro, depois desenvolvemos as partes de inscrições das competições, de exames de faixa, das emissões de certificado. O sistema foi um divisor de águas. Hoje, temos a federação na palma da mão. Com uma hora, eu fiz os relatórios de entradas e saídas para a prestação de contas e mandei para o contador”, afirma o presidente da FGTKD, mestre José Ricardo Favorito.

Como consequência do trabalho, a FGTKD foi premiada entre as melhores federações do Brasil nos anos de 2017 e 2018, devido à sua gestão. Estruturada, a federação passou a dar um maior suporte para atletas e técnicos, inclusive ajudando em despesas de viagem.

O desafio agora é aprimorar a interação entre os esportistas. Atualmente, são os próprios dirigentes da entidade que colocam as notícias e conteúdos no site. “Vamos nos organizar para ter alguém para alimentar o nosso site e as mídias sociais. Assim, todos poderão interagir mais”, complementa Favorito.

Em Alagoas, a Federação de Handebol já está se planejando para quando as competições puderem ser realizadas. Com o SGE, as partidas e campeonatos são realizados de forma prática.

“Os treinamentos já estão permitidos, agora é esperar a liberação das competições por parte das autoridades sanitárias para poder realizar o campeonato alagoano. Também já vamos começar a trabalhar nas inscrições para o campeonato brasileiro”, ressalta o presidente da FAHd, André Figueiredo Vicente.

A Bigmidia tem a solução no crescimento da sua entidade

O Sistema de Gestão Esportiva (SGE) é uma plataforma desenvolvida pela Bigmidia que automatiza e moderniza quase todos os processos de confederações, federações, ligas e clubes. Nossas soluções se moldam às necessidades e os objetivos das entidades. Ou seja, o produto é personalizado, e os clientes comprovam que o retorno é garantido.

Não importa o tamanho da sua entidade ou o número de praticantes do seu esporte. Portanto, entre em contato agora pelo (31) 3789-2322, pelo e-mail [email protected] ou clique aqui e fale conosco pelo WhatsApp e tire todas as suas dúvidas. Estamos prontos para ajudar na sua trajetória.